ÁGUA MINERAL LIVRE DE BISFENOL A - ANO 2018



Hoje, 03/11/2018, abordaremos um dos grandes desafios da água mineral envasada em plásticos, que é o de protegê-la preventivamente contra os efeitos nocivos do Bisfenol A para a saúde humana.


A indicação obrigatória da presença dessas substâncias químicas nas embalagens plásticas, que se dá com o símbolo 7 PC (Policarbonato ou outros) a define como imprópria para alimento, enquanto as embalagens simbolizadas com 1 PET estão liberadas para envase de água mineral.


Nesse sentido, a Resolução RDC nº 41/2011, desde 2012 a ANVISA proíbe a importação e fabricação de mamadeiras com (BPA) no nosso país.


Mas, se atentarmos para o consumo da água mineral contida em garrafões PC retornáveis, o risco de contaminação com o Bisfenol A permanece, independente da idade.


Fonte:  Bisfenol A - Espalha-Factos, disponível em acesso 03/11/2018.



Há quem defenda o envase água mineral em garrafões PC (Policarbonato) de 20 litros, alegando a inexistência de problemas nessa embalagem. Entretanto, como elas são retornáveis e tem prazo de validade de três anos, não há garantia de que se mantenham em perfeitas condições de uso sem o risco de liberar substâncias tóxicas, diante da exposição ao calor ou processos de lavagem nas Fontes.

 

Passados sete anos da RDC nº 41/2011 e, diante de insistente alerta nas pesquisas e debates científicos sobre esse tema de alta relevância para a saúde humana, nada como garantir aos consumidores, o exercício do direito da dúvida a seu favor, junto aos fornecedores de alimentação.


Fonte: scielo.br , disponível  em acesso 03/11/2018.



Conheça também os conceitos básicos sobre materiais plásticos e a participação deles em nossa vida, como mostra a excelente matéria publicada no endereço abaixo:

 

http://file.abiplast.org.br/download/links/links%202014/materiais_plasticos_para_site_vf_2.pdf

 


JACIR PINTO DE ARAUJO, Consultor especializado em água mineral e VANESSA MARCELI DE ARAUJO, Nutricionista.